Confira os editais abertos da ARCO EDITORES

ED0002 | O ENSINO DE CIÊNCIAS NO BRASIL DURANTE E APÓS A PANDEMIA DA COVID-19: PERSPECTIVAS, DESAFIOS E POSSIBILIDADES

VALOR ESPECIAL: R$ 75,00  [POR AUTOR/A]

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE JUNHO/2021


 

A pandemia decorrente da disseminação do novo coronavírus assola o mundo desde o início de 2020. Entre tantas controvérsias e informações veiculadas por diferentes meios de comunicação, fidedignas ou não, a Ciência continua ocupando um lugar de destaque em diversas esferas. Outrossim, o ensino remoto e a pouca familiaridade por parte da população com a atividade científica e seus campos de estudos se colocam como eminentes desafios para o enfrentamento a esta crise, que não apenas é sanitária, como também social. Nesse sentido, a presente chamada visa congregar trabalhos inéditos, independente da natureza teórica e/ou empírica adotada, que tratem a respeito da Educação em Ciências (Ciências Naturais, Biologia, Física, Química, Matemática e Pedagogia), nos diferentes níveis de ensino, durante e após a pandemia da Covid-19.

ED0004 | O ENSINO DA CIÊNCIAS E MATEMÁTICA: PERSPECTIVAS E OLHARES MULTIDISCIPLINARES

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE JUNHO

A obra O Ensino da Ciências e Matemática: perspectivas e olhares multidisciplinares tem como intuito reunir propostas de Ensino na área da Ciências e da Matemática no campo da Educação Básica. Dessa forma, os principais temas pautados neste livro consistem em propostas de Sequências Didáticas no Ensino e Aprendizagem de Ciências; Sequências Didáticas que contemplem o Ensino e Aprendizagem da Matemática; Relatos de experiências associados a Alfabetização Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental; Práticas de formação continuadas para professores; Práticas Pedagógicas tendo a Tecnologia Digital como estratégia de Ensino; Produtos Educacionais associados às respectivas áreas. Assim, espera-se que as pesquisas submetidas a esta edição possam contribuir com a formação e práticas pedagógicas de professores que atuam na Educação Básica.

ED0005 | QUESTÕES DE LÍNGUA(GEM) NA CONTEMPORANEIDADE: AMPLIANDO OLHARES E PERSPECTIVAS

PRORROGADO ATÉ 17 DE JUNHO

Questões envolvendo língua(gem) ocupam a centralidade das atividades humanas e refletem formas de construir sentidos sobre e para o mundo. Nossas práticas de língua(gem) têm sido afetadas pelas relações culturais e tecnológicas disponíveis no cenário atual e, por isso, ampliar nossas discussões sobre fenômenos emergentes se faz necessário. Diante disso, esta proposta de e-book busca reunir trabalhos de pesquisa, concluídos ou em desenvolvimento, alinhados com questões de língua e linguagem envolvendo investigações que se imbricam aos estudos do texto, descrição linguística, discurso e ensino. Nesse sentido, convidamos os pesquisadores das áreas da linguística histórica, linguística textual, léxico, aquisição de linguagem, linguística aplicada, sintaxe, semântica, sociolinguística, fonética e fonologia, análise de discurso e áreas afins a compartilharem seus estudos com o intuito de promover reflexões com diferentes enfoques e perspectivas que contemplem os estudos de língua e linguagem no cenário contemporâneo oriundos de estudos individuais e coletivos. Sendo assim, serão bem-vindos trabalhos como: investigações científicas, estado da arte, revisões de literatura, pesquisas de campo, estudos de caso, inquietações pessoais e profissionais, práticas pedagógicas e relatos de experiências docentes. Nosso objetivo é realizar uma coletânea de artigos inéditos que reflitam sobre essas temáticas independente de suas abordagens teóricas ou metodológicas e sobre a necessidade de estudar sobre as áreas de pesquisas suscitadas acima. Serão aceitos, portanto, trabalhos escritos por Graduados, Pós-graduandos, Especialistas, Mestres e Doutores de pesquisadores/as das mais variadas regiões do Brasil e exterior, que tenham como objetivo socializar suas investigações e promover um amplo debate sobre as questões da língua(gem).

ED0006 | EDUCAÇÃO E ARTES: POSSIBILIDADES, EXPERIÊNCIAS E  CONTEMPORANEIDADES

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 DE JULHO

A coletânea ‘Educação e artes: possibilidades, experiências e contemporaneidades’ acolhe estudos que possibilitem pensarmos as diferentes perspectivas e modos de atuação que as artes têm acionado no contexto contemporâneo no campo da educação, em nível nacional. Para tanto, observamos que a arte, em seus mais variados artefatos, vem perdendo espaço na educação, seja pelas reformulações curriculares, pelas novas políticas públicas e/ou pelas ideologias partidárias, que atualmente vem secundarizando algumas áreas do conhecimento, como das ciências humanas e o componente curricular em questão, a arte. Nesse sentido, a elaboração do presente e-book partiu da ideia de visibilizarmos o que temos experienciado em espaços educativos formais e não-formais em termos de educação e artes, a fim de tencionar as estratégias que têm sido criadas para trabalhar com as emergências contemporâneas, a dizer: a Base Nacional Comum Curricular - BNCC, o ensino remoto, adotado no ano de 2020 devido a pandemia, as metodologias ativas, as tecnologias da informação e comunicação, os entrecruzamentos com as mídias, entre outras possibilidades. Assim, essa publicação pretende reunir textos inéditos ou que já tenham sido publicados em livros, periódicos, anais de congressos, simpósios, seminários e/ou demais eventos, oriundos de pesquisas acadêmicas, escritas de artigos, relatos de experiências, encontros fortuitos com objetos, pessoas, lugares e acontecimentos… que possam levantar questões, de modo a acionar o pensamento e abrir outras frentes para as artes e sua atuação dentro do campo da educação. Ademais, essa coletânea busca ampliar o olhar em torno da educação e da arte como campos que conversam, se estreitam e se alargam em extensão e intensidade.

ED0007 | ENSINO SUPERIOR: DOCÊNCIA, METODOLOGIAS, PRÁTICAS E REFLEXÕES

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 DE JULHO

Esta obra tem por objetivo apresentar discussões sobre o Ensino Superior, no que tange à docência, metodologias, práticas e reflexões, considerando que este é um vasto cenário tanto de pesquisa, quanto de prática, que precisam ser amplamente divulgados. Pensar e divulgar tais questões é de fundamental importância, pois além de contribuir para o emergir de novas reflexões, contribui, também, para sustentar e orientar as políticas que instituem este nível de ensino. Ainda, sua importância se relaciona com o incentivo a novas práticas pedagógicas, que devem priorizar o acadêmico como figura central do processo, capaz de construir conhecimento, mediado pela figura do professor. Nesse âmbito, é preciso lutar pela garantia da aprendizagem, em prol de conhecimentos necessários para a vida em sociedade, e para a participação nas relações sociais, cada vez mais amplas e diversas. Ingressar e concluir o Ensino Superior é ainda um sonho para muitos brasileiros, porém, é de grande importância para proporcionar melhores condições de trabalho e melhores salários às pessoas. Sem dúvida, o Ensino Superior vem dando demonstrações de sua importância para fomentar transformações na sociedade, passando a ser considerado um tema prioritário e estratégico para o futuro das nações. Essa obra busca trazer inovações, discussões, reflexões relacionadas à docência, metodologias e práticas referentes a este nível de ensino, considerando as prerrogativas que o permeiam, alicerçadas sobre diferentes perspectivas teóricas e legais, além de abordar os desafios das aprendizagens no Ensino Superior, mediadas pelas tecnologias educacionais. Deste modo, busca-se contribuições de estudantes, professores e/ou pesquisadores das mais diversas áreas, para desta forma consolidar a obra e contribuir com a temática Ensino Superior como uma política de inclusão social, que converge para a construção e socialização do conhecimento, a valorização do processos de ensino e de aprendizagem e a formação de profissionais competentes.

ED0008 | EDUCAÇÃO EM MOVIMENTOS: TERRITÓRIOS, SOCIABILIDADES E COMUNICAÇÃO

VALOR ESPECIAL: R$ 75,00  [POR AUTOR/A]

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE JULHO

Para compreender as praxes de um território é preciso entender como nos conjuntos de programas, ações e decisões tomadas por governantes, empresários, ativistas e movimentos sociais, os quais influenciam diretamente no entendimento das dinâmicas econômicas, sociais e culturais, no contexto das práticas sociais, emergem cotidianamente incertezas e instabilidades. Em vista disso, a educação coloca-se em movimento, do formal para o não-formal, do presencial para o EAD, do tradicional para o ativo, do campo para o popular, do local para o global. Essas relações não se dão de maneira simétrica e ritmada, expondo as desigualdades nas relações sociais. Como solução para o equilíbrio dessas relações, os governos podem lançar mão de políticas públicas nas esferas nacional, estadual e municipal, com ou sem participação direta de entes públicos ou privados. Essas políticas visam assegurar determinados direitos de cidadania para os diferentes grupos sociais. Em outro sentido, a política também é um processo de decisão em que há naturalmente conflitos de interesses. Na base desses conflitos estão os movimentos sociais, os quais realizam ações coletivas das mais variadas áreas da vida (educação, saúde, cultura, comunicação, arte, convívio social, bem estar etc.). Esses movimentos estruturam o processo reivindicatório a partir da fragilidade social, cuja consequência é o aumento dos índices de exclusão social. Desta forma, as práticas coletivas de luta buscam agir para transformar a realidade social, mas também demandam do poder público procedimentos diante de suas omissões e ausências. A visibilidade dos movimentos sociais depende do sucesso de suas estratégias de ensino e de comunicação. Muitas vezes, essas estratégias se materializam nas práticas educacionais escolares, as quais buscam apresentar aos educandos uma compreensão crítica do contexto social, principalmente quando envolvem o sentimento de pertencimento a um lugar, a uma comunidade, e visam estimular o apreço e o apego pelas dinâmicas sociais locais, assim como a valorização dos saberes e fazeres impressos na paisagem. Neste sentido, o e-book “Educação em Movimentos: Territórios, Sociabilidades e Comunicação” tem por objetivo reunir discussões oriundas de pesquisas e experiências educativas e comunicativas dentro e fora dos movimentos sociais, que tenham uma relação ativa com a ampliação da participação dos cidadãos. Será privilegiada a pluralidade de propostas conceituais, analíticas e metodológicas nas mais diversas áreas das ciências humanas.

ED0009 | LITERATURA, LEITOR E ESTÉTICA NAS PRÁTICAS LITERÁRIAS


VALOR ESPECIAL: R$ 75,00  [POR AUTOR/A]

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE JULHO

Definir Literatura não é fácil, visto que seu conceito, sempre fluido, depende do contexto cultural em que se insere, mas é incontestável se tratar de uma manifestação artística que reflete ou problematiza o homem e seu meio. Consoante a isso, Antonio Candido (2011) defendeu que a Literatura é um “direito inalienável” (p. 193) do ser humano, justamente porque através dela nos humanizamos, ao tomarmos consciência de nossa posição no mundo e na sociedade. Ademais, como salienta, a literatura “nos deixa mais capazes de ordenar a nossa própria mente e sentimentos; e, em consequência, mais capazes de organizar a visão que temos do mundo" (p. 179). Semelhantemente, Tzvetan Todorov (2009) diz que “a literatura amplia o nosso universo, incita-nos a imaginar outras maneiras de concebê-lo e organizá-lo” (p. 23). De fato, independente do gênero, seja um romance naturalista, um romance histórico, um conto fantástico, uma narrativa infantil e/ou juvenil, um poema concreto, ou uma narrativa transmídia, a literatura nos descortina novos mundos ao nos permitir problematizar este que conhecemos e concebemos como real. Portanto, consideramos a dialogicidade da escrita e da leitura de um texto literário, posto que, conforme Bakhtin (1997), o leitor não é um ser passivo, que apenas recebe a comunicação; os indivíduos recriam e atualizam seus sentimentos, ao entrarem em contato com o texto literário, mesmo estando em períodos históricos, culturais e sociais distintos do autor. Sendo assim, salientamos a importância do ensino de Literatura, não somente para a construção de visão crítica dos aprendizes, mas para o despertar de emoções e sentimentos. Neste sentido, escritor, texto e leitor dialogam entre si, formulando ideias e concepções construídas a partir do próprio contexto de vida do que lê (JAUSS, 1994). A partir desta percepção do texto literário como aquele que pode desconstruir e reconstruir o sujeito, mas, ainda assim, cientes de que a literatura não se justifica apenas por finalidades alheias à sua função estética, a presente chamada acolherá artigos que versem sobre a literatura, suas estéticas e práticas, isto é, que analisem textos literários de diferentes estéticas e abordem as questões acerca do leitor, da leitura e da recepção literárias, além das práticas de ensino e de letramento literário. Esperamos, portanto, suscitar discussões e reflexões acerca da literatura e de suas concretudes, em uma sociedade hipermoderna, que demanda novos olhares e práticas, cujas múltiplas vozes leitoras e autoras contribuem, hoje, para sua formação.

ED0013 | EDUCAÇÃO E CULTURA: ENCONTROS E DIÁLOGOS COM O PROCESSO DE APRENDIZAGEM

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 DE JULHO

Durante as últimas décadas, muito tem se discutido sobre intersecções entre educação e cultura, embasando-se na ideia de que a cultura é um elemento que nutre todo o processo educacional, sendo de suma importância na formação de um sujeito crítico. A obra digital “EDUCAÇÃO E CULTURA: encontros e diálogos com o processo de aprendizagem” tem como intenção reunir trabalhos que discutam as complexas relações entre educação e cultura na sociedade atual. Sociedade que é marcada por fenômenos como a globalização, pós-modernidade, multiculturalismo, exclusão social, bem como por influências das novas tecnologias da informação. Essa obra pretende ser um instrumento de debate à comunidade no âmbito nacional e internacional, fornecendo subsídios para pensar que a Educação produz Cultura, gera posicionamentos sociais e políticos, conduz a sociedade a agir em seus territórios. Serão aceitas propostas que versem sobre as relações de poder e cultura escolar; formação, currículo e o processo de ensino e aprendizagem, bem como indústria cultural e processos educativos mediados por tecnologias; violências, cultura e educação; diferenças e estudos culturais; linguagem, cultura e educação; a tecnologia como potencializadora das produções culturais e suas influências nos meios educacionais; os impactos sociais, culturais e educacionais decorrentes das novas tecnologias.

ED0015 | TÓPICOS ESPECIAIS EM PLANTAS MEDICINAIS

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE JUNHO

Desde tempos imemoriais a humanidade utiliza espécies vegetais com finalidades terapêuticas. Após o advento da ciência moderna, além de utilizar a matéria prima vegetal propriamente dita, o homem passou a se inspirar nas moléculas orgânicas para a produção de substâncias sintéticas. Ressalta-se que, nas últimas décadas, tem havido um interesse crescente por parte da população brasileira pelo uso de plantas medicinais e produtos fitoterápicos no tratamento de doenças em detrimento de formulações sintéticas. Além de oferecer menos riscos colaterais quando comparadas aos medicamentos sintéticos, as plantas medicinais demandam menor investimento financeiro, sendo, portanto, um recurso terapêutico mais acessível. Apesar de ser um recurso natural, o uso de plantas com finalidades terapêuticas requer cuidados, pois se o uso for feito erroneamente os efeitos medicinais não serão alcançados e os danos ao usuário podem ser fatais. Nesse ponto, a pesquisa científica tem papel fundamental, visto que é por meio do saber científico que as diretrizes para a utilização correta de plantas medicinais são estabelecidas. Nessas diretrizes, estão incluídas: indicações terapêuticas, partes do vegetal utilizadas, formas de preparo, posologia, interações entre diferentes espécies, entre outras informações. Outrossim, devido à importância que têm, é necessário que haja medidas para a conservação e cultivo das plantas medicinais, e, novamente, a pesquisa científica é fundamental, seja por meio da pesquisa biológica básica ou da pesquisa biológica aplicada. Portanto, essa obra objetiva reunir artigos que versem sobre a pesquisa com plantas medicinais por diferentes abordagens, a fim de trazer para os leitores informações científicas atuais sobre o assunto. Serão considerados artigos científicos e de revisão, envolvendo a temática das plantas medicinais. Ademais, essa obra visa expandir o conhecimento sobre as plantas medicinais, permitindo que os todos interessados no assunto se atualizem e conheçam os diferentes enfoques da pesquisa com plantas bioativas por meio de um material de qualidade.

ED0016 | CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS EM TEMPOS DE PANDEMIA DA COVID-19: DESAFIOS, PERSPECTIVAS E POSSIBILIDADES EM DISTINTOS CENÁRIOS

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE JULHO

A doença COVID-19, que é causada pelo novo coronavírus, cujo nome científico também é conhecido como SARS-CoV-2, causou uma pandemia mundial no final de 2019, tendo-se seu estopim no início de 2020. O aumento nos índices de mortalidade e transmissibilidade tornou necessário a adoção de medidas de controle sanitário e de mobilidade por períodos específicos em diversos países. Para sua efetividade, consideraram-se as características de cada região, como número de leitos de Unidades de Tratamento Intensivas - UTI, aumento do número de novos casos, índice de qualidade de vida, entre outros. Também foram necessárias medidas de higienização, de distanciamento e de isolamento social. Esse panorama afetou diversos setores, dentre eles, a educação, a saúde e a economia. Nessa perspectiva, as mudanças científicas, econômicas e ambientais desencadeadas pela pandemia necessitam ser discutidas na atual sociedade do conhecimento. É preciso entender como ela vem afetando essas diferentes áreas do saber, bem como os desafios futuros e as possibilidades de superação as dificuldades em um cenário pós-pandêmico. Entender os efeitos da pandemia em tela pode impulsionar o desenvolvimento e a formulação de políticas públicas e de planos de recuperação econômica e ambiental, de modo a (re)constituir (novos)cenários socioprofissionais. Diversos países têm preparado planos para recuperação econômica e, também, estão preparando protocolos de intervenção e políticas educacionais para a retomada das aulas presenciais, dentre eles os da América Latina e Caribe, por exemplo. Do ponto de vista econômico, é preciso retomar o crescimento, a economia, as relações trabalhistas, priorizando, tanto a saúde e educação das populações quanto o meio ambiente e sustentabilidade. Para isso, o estímulo à inovação e pesquisa para a (re)construção de modelos de negócios sustentáveis e viáveis que seja capaz de aumentar a receita das empresas, aumentar o poder aquisitivo da população e gerar novos postos de trabalho são necessidades urgentes. Da perspectiva do contexto educacional, a retomada das aulas presenciais e/ou híbridas é uma preocupação inerente a todos os sistemas educativos, bem como os impactos nos processos de ensino-aprendizagem. Diversos desafios advindos com a pandemia da COVID-19 emergiram em um cenário inédito, exigindo-se uma rápida transformação dos diferentes agentes educativos para a garantia do direito à educação para todos, bem como na elaboração de protocolos e políticas que atendam às necessidades educativas em diferentes contextos. Reflexões sobre a formação docente, a aprendizagem do estudante, a gestão educacional e a análise de políticas públicas e educacionais também são prioritárias frente a esse panorama.

ED0017 | PLANEJAMENTO TERRITORIAL E DESENVOLVIMENTO REGIONAL NOS DIFERENTES ESPAÇOS E CONTEXTOS: CONSENSOS, POSSIBILIDADES E CONTROVÉRSIAS

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE JUNHO

O território é o lócus das relações de produção, identidade e poder entre sujeitos, ações e organizações do espaço, a partir da mediação material e simbólica de seus agentes e a posição que eles ocupam no construir das cidades, estados e regiões. Neste sentido, são urgentes novas formas de ordenamento geográfico, onde o planejamento instrumental dos objetos e conteúdos do território, devem ser dinamizados a partir da (des)estruturação da totalidade de elementos que o caracterizam, ou seja, ações políticas, sociais e econômicas, que promovem novas formações socioespaciais, em escalas e atividades distintas. Em especial, o Brasil e a América Latina, abarcam espaços de diversas realidades, que imprimem diferentes necessidades, trazendo à baila múltiplos panoramas, que podem ser convergentes em determinados aspectos e divergentes em outros. Como consequência, emerge a necessidade de adensar os estudos que refletem e compreendem teórica, empírica e metodologicamente, os processos decorrentes do planejamento territorial e regional e quais são os sujeitos e as instituições responsáveis por dinamizar ou não, esses processos. Com isto, essa obra busca reunir estudos atuais, concluídos ou em andamento, de pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento, que tenham aderência com a temática do planejamento Territorial e desenvolvimento regional, e que, de alguma forma, dialoguem com os seus contextos sociais, culturais, políticos, econômicos, territoriais, educacionais e ambiental, entre outros, bem como quaisquer desdobramentos destes segmentos. Desta forma, os trabalhos submetidos, estão centralizados em 4 eixos: 1º) a cultura como discurso do desenvolvimento regional e planejamento territorial; 2º) novos arranjos econômicos na produção dos territórios regionais; 3º) o mundo político e suas influências no desenvolvimento regional e planejamento territorial; 4º) Por um planejamento territorial e desenvolvimento regional cidadão – possibilidades prático-pedagógicas. Como resultado, a obra apresentará pesquisas interligadas com os processos históricos de formação, produção e ocupação do território e analisará formas e estruturas estabelecidas em diferentes espaços e contextos, propondo, quando possível, formas de intervenção para o desenvolvimento de regiões fragmentadas ou estagnadas, com vistas à identificação e à geração de formas de atenuação dos desequilíbrios sociais e econômicos materializados historicamente no território. Por fim, acredita-se que esta obra contribua para o entendimento da sociedade atual em todas as suas interfaces e que vá ao encontro da promoção e constituição da cidadania, algo situado num mundo da vida compartilhado por pessoas, ações pragmáticas e interpretações consensuais de vida e cotidiano.

ED0018 | ALFABETIZAÇÃO E ESCRITA: PERSPECTIVAS CONTEMPORÂNEAS E TRANSDISCIPLINARES

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 DE AGOSTO

A presente chamada se destina a professores(as) e pesquisadores(as) de campos transdisciplinares relacionados à Educação, Neurociências, Psicologia, Psicopedagogia, entre outros campos relevantes, que se dediquem aos estudos que investigam as especificidades do processo de alfabetização e escrita no contexto contemporâneo. Embora o foco maior da obra recaia sobre a alfabetização infantil, buscamos, da mesma forma, estudos que abordem a alfabetização de jovens e adultos que, por diversos motivos, não foram alfabetizados durante a infância. Neste contexto, a presente obra se propõe a contribuir para os debates recentes sobre os diferentes métodos de alfabetização, buscando apresentar reflexões sobre a Política Nacional de Alfabetização (PNA), instituída pelo Decreto nº 9.765, de 11 de abril de 2019, e conduzida pelo Ministério da Educação por meio da Secretaria de Alfabetização. No corpo da obra, será dado destaque aos estudos que realizarem paralelos entre Educação e conhecimentos científicos sobre os processos neurobiológicos relacionados à Alfabetização na infância e na vida adulta, apontando novos caminhos e possibilidades para práticas pedagógicas e para a qualificação docente. Também haverá destaque para estudos que apontem e discutam sobre a relação entre alfabetização e letramento, visando a qualidade da Educação e a garantia de alfabetização plena de crianças nas escolas brasileiras. Para tanto, as propostas dos capítulos deverão observar a transdisciplinaridade dos estudos relacionados à Alfabetização e à Escrita, destacando elementos teóricos, conceituais e práticos envolvidos no processo de Alfabetização de crianças e adultos. As produções submetidas deverão apresentar fundamentação teórica relevante e atual para o campo de pesquisa, além de fomentar reflexões críticas sobre o tema, visto a relevância da alfabetização para o pleno exercício da cidadania na sociedade contemporânea. Para a constituição da obra, serão aceitos escritos conduzidos através de revisão bibliográfica, pesquisa de campo e/ou relato de experiência que estabeleçam relações entre teoria e prática em benefício da Alfabetização e da Escrita em contextos escolares.

ED0019 | PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO: EXPERIÊNCIAS E TRANSFORMAÇÃO PROFISSIONAL EM CONTEXTO PANDÊMICO

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 20 DE JULHO

As atividades de pesquisa, ensino e extensão podem ser concebidas como propulsoras da formação de sujeitos e do vínculo entre os espaços acadêmicos e os campos sociais. Nas últimas décadas, temos observado os avanços da sociedade moderna nos processos de inovações nos campos de pesquisa, ensino e extensão. Nos últimos meses, particularmente, percebemos uma conjuntura complexa (MORIN, 2020) devido às necessidades emergentes de adaptações ao cenário imposto pela propagação do novo coronavírus (Sars-Cov-2), identificado como COVID-19, que instaurou uma pandemia sanitária vivenciada globalmente. Com a rápida propagação desse vírus, tais atividades demandaram novas (re)orientações e maneiras para manutenção e desenvolvimento de ações científicas, didáticas e extensionistas. Sob esse cenário marcado pela incerteza e fragilidade das instituições sociais, esta proposta de e-book acolhe estudos pautados na tríade Pesquisa, Ensino e Extensão, tal qual prevista na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (CF88), Art. 207, que problematizam experiências e transformação profissional realizadas nesse contexto excepcional. A proposta tem o intuito de mostrar, por meio da seleção e organização de capítulos, as adversidades, os avanços e as contribuições acarretadas nos campos de pesquisa, ensino e extensão durante esta pandemia de COVID-19. Nesse viés, solicitamos que os autores se sintam livres para delimitarem as suas abordagens e filiações teórico-metodológicas. Ressaltamos que os autores possuem liberdade para abordarem a indissociabilidade da tríade pesquisa, ensino e extensão ou elegerem um desses temas para focalizar no estudo. Esta organização se justifica pela necessidade de documentar e visibilizar investigações desenvolvidas. É notória a importância de registros nesta área de pesquisa, de modo a evidenciarmos contribuições significativas obtidas nessa perspectiva pandêmica, que marcou o ano de 2020, pois entendemos que essas experiências servirão como base para uma nova forma de visualizar o processo de ensino-aprendizagem e para os desafios de novos métodos. Este é um marco para a construção de uma nova educação, que se estabelece a partir da pandemia e de paradigmas emergentes, a fim de construir uma aprendizagem que seja eficaz e crie significado para toda a comunidade educacional.

ED0020 | DA TEORIA À PRÁTICA: METODOLOGIAS, PESQUISAS E ENSINO DE HISTÓRIA

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE OUTUBRO

Ao longo do tempo, a História, enquanto campo de pesquisa e ensino, passou por inúmeras mudanças, algo que possibilitou não apenas o surgimento de novas problemáticas, como também de novas respostas para as perguntas que foram surgindo. Com o avanço dos debates e das diferentes escolas historiográficas como a francesa, a italiana, a alemã, a inglesa, etc., que trouxeram novas perspectivas e contribuições para se pensar a História e seus objetivos, longe de se fechar em uma verdade, a historiografia passou a lidar com distintas possibilidades de pesquisa, ao passo que lidando com novos desafios. Assim, novas categorias de análise passaram a ser alvo de pesquisas e problematizações, como as relações de Gênero, Sexualidades, Raça, Trabalho etc., contribuindo significativamente para o avanço do campo da historiografia em suas diferentes frentes de atuação. Nesse contexto, o ensino de História também passou e vem passando por muitas mudanças, as quais permitiram reflexões acerca dos próprios conceitos de ensino, perpassando os de conhecimento e consciência histórica. Além disso, os próprios objetos de estudo tais como os livros didáticos, o uso da tecnologia em sala de aula, dentre outros, passaram a ser observados e discutidos de diferentes maneiras, da mesma forma como o olhar acerca da formação docente e os desafios do ensino na prática cotidiana passaram a ter diferentes análises, levando em consideração não apenas o ser humano, professor, mas os problemas sociais que o circundam e que impactam diretamente em sua ação. Dessa forma, a presente obra busca, a partir do campo amplo da historiografia e do ensino de História, receber textos que dialoguem e reflitam de alguma forma com as diferentes metodologias e pesquisas em História, bem como do ensino de História desde sua prática em sala de aula a discussões conceituais. Para isso, não necessariamente os três aspectos precisem estar dialogando, mas que permitam ao público leitor compreender a diversidade de possibilidades que permeiam com a História.

ED0012 | FORMAÇÃO DE PROFESSORES: AS LICENCIATURAS E A FORMAÇÃO PARA A
DOCÊNCIA: POLÍTICAS, TENSÕES E PERSPECTIVAS


ENVIO DE TEXTOS ATÉ 17 DE JUNHO

Partindo do pressuposto de que se tornar professor constituiu-se em um processo complexo inserido em uma trama de relações sociais, culturais e individuais, que sobretudo, implicam a capacidade de aprender para ensinar ou seja, aquisição de destrezas e de conhecimentos técnicos e teóricos e ao mesmo tempo aprender com o outro, considerando a provisoriedade do conhecimento, a obra “Formação de professores: as licenciaturas e a formação para a docência: políticas, tensões e perspectivas'' tem como objetivo reunir propostas que tenham como foco experiências formativas desenvolvidas no âmbito da formação inicial, nos cursos de licenciatura a âmbito nacional e internacional. Dessa maneira, articulam-se os pressupostos da formação pautada em uma ecologia de saberes, que precisam ser considerados, problematizados, refletidos no contexto em que estão inseridos, com suas problemáticas e potencialidades. Isso porque compreendemos a formação como uma espécie de espaço/tempo, que considera o contexto, a convivência, em que se relacionam aspectos como cultura, comunidade, valores e representações das subjetividades humanas, e não apenas o que é científico e palpável – ou seja, não como um processo estático, determinado a priori, mas sim, que acontece na dinâmica do desenvolvimento pessoal/profissional, além de sofrer a interferência do tempo e do contexto histórico no qual incorre. Nesse sentido, os principais temas pautados na proposta visam dar luz a experiências docentes e discentes ao longo da formação; o currículo, os conhecimentos e concepções; as licenciaturas e a formação para a educação básica; as licenciaturas e os programas e projetos de extensão/formação; a formação inicial ligada aos desafios da continuidade formativa; bem como outros aspectos que evidenciam processos formativos de professores e resgatem princípios que sirvam de elementos norteadores para se pensar na temática.  (....). Assim, espera-se que as pesquisas submetidas a esta edição venham contribuir com o escopo da pesquisa sobre formação docente com a intenção de refletir, discutir, construir e divulgar o conhecimento no âmbito das licenciaturas e formação profissional.

ED0021 | EDUCAÇÃO EM FOCO: DILEMAS E DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS

PRORROGADO: ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE AGOSTO

A contemporaneidade e suas configurações se apresentam como um cenário de grande relevância e interesse para as áreas da Psicologia e Educação, considerando a importância de suas discussões e articulações. Os dilemas e desafios intensificaram-se no contexto atual, apontando para a necessidade de se aprofundar nos debates teóricos e práticos. Neste sentido, a coletânea de textos intitulada “Educação em foco: dilemas e desafios contemporâneos” busca reunir textos que abordam questões atuais que emergem dessa interface, permitindo outro debate, relacionando psicologia e educação, entre os dobramentos que se aproximam dessa discussão. Serão considerados os estudos com abordagens qualitativas e quantitativas, estudo de caso, as experiências pedagógicas, pesquisas bibliográficas e outros afins.

ED0022 | CIÊNCIAS AGRÁRIAS EM FOCO: INOVAÇÕES, PRODUÇÃO E PESQUISA

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 JULHO

As ciências Agrárias compõem uma área multidisciplinar de estudos envolvendo campos como Agronomia, Engenharia Agrícola, Recursos Florestais e Engenharia Florestal, Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca, Medicina Veterinária, Zootecnia, Ciências e Tecnologia de Alimentos, Agroecologia, Engenharia Agropecuária e Engenharia de Aquicultura. Busca-se aprimorar seu campo de atuação através de pesquisas e inovações. Por vez, englobam campos importantes, os quais seguem amparados por pesquisas científicotecnológicas, como, por exemplo, a Engenharia Genética, a qual pode ser amplamente aplicada em diversos estudos, como os de biocombustíveis. A crescente estrutura populacional mundial, alicerçada às necessidades de preservação e, também, o reaproveitamento dos recursos naturais colocam essa ciência em foco, incorporando profissionais capacitados nesta área. Os cientistas agrários são atores muito importantes no mundo acadêmico e profissional, estudando e compreendendo a estrutura da produção vegetal e animal, de proteção ambiental, comercialização e escoamento da produção. Essa chamada se destina a estes pesquisadores e profissionais que compõem as ciências agrárias, especialmente a professores e pesquisadores dos cursos de Agronomia, Fitotecnia, Engenharia Rural, Engenharia Florestal, Zootecnia, Agroindústria e Extensão Rural, bem como grupos de pesquisa, e Programa de Educação Tutorial, construindo um espaço de publicação de suas pesquisas e experiências, compartilhando conhecimentos a nível nacional e internacional.

ED0024 | PSICOPEDAGOGIA, FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DO PSICOPEDAGOGO: POSSIBILIDADE DE METAMORFOSEAR O APRENDER

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 DE JUNHO

A Psicopedagogia é uma área de estudo que congrega Educação e Saúde e tem como objeto de estudo a aprendizagem humana em todo e qualquer contexto, considerando o sujeito, a família, a instituição, a sociedade e o contexto sócio-histórico de pertencimento. Assim, este ebook pretende receber contribuições convergentes a área da Psicopedagogia: estudos teóricos, ensaios, reflexões teórico-práticas, relatos de experiência reflexivos, pesquisas com coletas de dados de diversas naturezas. Acolhe em seu escopo trabalhos que tenham consonância com a aprendizagem, o atendimento e a ação psicopedagógica clínica e institucional. Direciona-se a estudantes e estudiosos da Educação, da Pedagogia, da Educação Especial, da Psicologia Escolar e da Psicopedagogia.

ED0025 | Centenário Paulo Freire: desafios e perspectivas em busca da educação libertadora

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 10 DE SETEMBRO

Em 2021 o patrono da educação brasileira, Paulo Freire (1921-1997), faria 100 anos. Freire tem notoriedade em todo mundo. É um dos autores mais citados, referenciados e inspiradores do planeta. Contudo, recentemente sofre ataques político-ideológicos que relacionam o fracasso educacional brasileiro com seus postulados, o que não é verdade. Esse e-book tem como principal objetivo celebrar o centenário do patrono da educação brasileira. Serão aceitos artigos que relatem ou analisem suas obras, evidenciem analiticamente experiências inspiradas a partir dos postulados e categorias freirianas, no/do chão das salas de aula ou em espaços não formais, em defesa da educação popular, assim como ensaios que reflitam suas obras e luta por uma educação libertadora.

ED0026 | DIÁLOGOS EM AGROECOLOGIA E DIREITOS DA SOCIOBIODIVERSIDADE E SUSTENTABILIDADE EM ÁREAS URBANAS E PERIURBANAS

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 20 DE AGOSTO

A obra intitulada “Diálogos em Agroecologia e Direitos da Sociobiodiversidade e Sustentabilidade em áreas urbanas e periurbanas” tem como proposta reunir trabalhos e pesquisas na área das Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Rurais, com o fim de produzir diálogos entre estes temas. Nesse sentido, os estudos submetidos a este livro devem contextualizar e versar sobre questões de: Agriculturas alternativas; Agroecologia; Agrotóxicos; Biodiversidade; Direito dos Desastres; Ecologia Política; Educação do Campo; Extensão Rural; Gestão Ambiental; Produção Orgânica; Recursos Hídricos; e, sustentabilidade.

ED0027 | ÁGUA, DA NASCENTE AO USO: UMA AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS NO CAMINHO HÍDRICO

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 20 DE MAIO

Os recursos hídricos têm profunda importância para a vida e para o desenvolvimento de diversas atividades econômicas. Em relação à produção agrícola, a água pode representar até 90% da composição física das plantas. A falta d'água em períodos de crescimento dos vegetais pode destruir lavouras e até ecossistemas devidamente implantados, colocando todo um sistema em risco. Na indústria a água se faz igualmente necessária para a ampliação da produção. Partindo deste pressuposto, esse e-book tentará reunir debates e discussões significativas sobre as múltiplas pesquisas efetuadas em cenários nacionais e internacionais sobre o uso, consumo e preservação dos recursos hídricos. Convidamos pesquisadoras e pesquisadores de diversas áreas do conhecimento a contribuir com esta obra, que desde já aponta enquanto singular no percurso de referência sobre o tema.

ED0028 | MORTE, CULTURA E RELIGIOSIDADE

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE JULHO

Este livro pretende reunir trabalhos dedicados ao tema da morte e suas conexões com diferentes culturas, crenças e práticas religiosas. De caráter interdisciplinar, a obra contemplará pesquisas que aprofundam o tema da morte, dos mortos e do morrer em tempos e espaços plurais, bem como mediante os olhares de diferentes áreas do conhecimento, como História, Geografia, Letras, Antropologia, Ciências Sociais, Artes, Arqueologia, Arquitetura, Psicologia, Ciências da Religião, etc.. Assim, estudos sobre imaginários, mentalidades, representações, práticas religiosas oficiais e não oficiais, escritas, imagens, memórias e experiências educativas apresentarão um mosaico complexo e profundo sobre a morte e suas conexões com a contemporaneidade.

ED0029 | Estado e Direitos Sociais na Perspectiva Neoliberal

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE AGOSTO

Pretende-se, com este livro, refletir sobre as alterações nas Constituições dos Estados contemporâneos com reflexos nos direitos sociais, baseadas em argumentos de natureza político-econômica relacionados ao modelo neoliberal. Conforme Alves (2000), o neoliberalismo se trata de um complexo de medidas de reforma da economia e do Estado capitalista, tendo como principais características a liberalização comercial, o impulso ao processo de privatizações, a reestruturação das políticas sociais, a desregulamentação e a flexibilização das relações trabalhistas, a austeridade nos gastos públicos, dentre outros. Essas medidas objetivam [...] reconstruir o Estado capitalista a serviço da nova lógica do capitalismo mundial. O que quer dizer que o neoliberalismo, considerado como ideologia política da burguesia monopolista na época da mundialização do capital, não implica “negar” a centralidade do papel do Estado na economia capitalista, mas reconstruí-lo segundo a lógica das corporações transnacionais. Ou seja, “Estado mínimo” para os neoliberais é, na verdade, o “Estado máximo” para o capital. (ALVES, 2000, p. 114). Além do mais, deve-se considerar que, conforme Duménil e Lévy (2007), o neoliberalismo nada mais é do que uma espécie de configuração de poder particular dentro do capitalismo. Na seara neoliberal afirma-se que o bem-estar humano pode ser melhor provido por meio da maximização de liberdades individuais (HARVEY, 2007), por isso tem-se o norte do denominado Estado mínimo. No caso do Brasil, principalmente a partir da década de 1990 visualiza-se a flexibilização de direitos sociais positivados na Constituição Federal de 1988, considerando que esses direitos dependem, majoritariamente, de atuações positivas do Estado para sua efetivação, portanto, tem um determinado custo econômico-orçamentário. Os argumentos em prol da minimização do Estado baseiam-se, sobretudo, em crises econômicas, para as quais a solução estaria na redução de despesas estatais, entretanto, o que se tem visto é um Estado mínimo para o social e máximo para o mercado. Ainda destacando o cenário brasileiro, têm-se as recentes mudanças constitucionais, principalmente após o advento de Michel Temer à Presidência da República, as quais resultaram no congelamento de despesas estatais para a implementação de direitos sociais pelo prazo de vinte anos. Por fim, menciona-se que o projeto neoliberal tem atuação em escala mundial, apesar disso, seu maior sucesso ocorre em Estados denominados periféricos, considerando que há uma série de standards e indicadores econômicos “impostos” a esses por um conjunto de agências transnacionais (FRYDMAN, 2016), assim como por agentes meramente privados como as denominadas instituições de classificação de risco (rating).  

ED0030 | Interdisciplinaridade e assuntos contemporâneos: diálogos possíveis e inevitáveis

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 31 DE JULHO

Neste livro propomos a divulgação de artigos e relatos de experiências que tenham como objetivo salientar a interdisciplinaridade envolvendo os mais variados temas, tais como: mundos do trabalho; mulheres na ciência; questão afro e afro-brasileira; temática indígena; entre outros assuntos que podem e devem ser trabalhados em sala de aula no conjunto das disciplinas. O interesse principal é que possamos dialogar acerca de assuntos que por vezes passam despercebidos, mas que precisam estar relacionados com a educação, pois, como salientou Paulo Freire, as temáticas que discutimos com nossos alunos e alunas devem estar em consonância com as experiências vivenciadas. Desta forma, entendemos que a publicação de um livro que tenha por objetivo a interdisciplinaridade auxilia não apenas nas reflexões, mas também em uma perspectiva da práxis, ou seja, uma relação intrínseca entre teoria e prática.

ED0031 | Territórios, Identidades Culturais e Religiosidades

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE  AGOSTO

Essa obra receberá artigos, das mais diferentes áreas do conhecimento, que reflitam sobre as transformações territoriais a partir das identidades culturais e expressões religiosas; das demonstrações de cultura, das identidades constituídas a partir de símbolos culturais e das expressões no campo das religiões e religiosidades. Serão aceitos textos resultados de projetos de pesquisa, ensino e/ou extensão. Resultados de Trabalhos de Iniciação Científica, Conclusão de Curso, Monografias, Dissertações, Tese e de Pós-doutorado, e, relatos de experiência.

ED0032 | ENSINO REMOTO/ HÍBRIDO: desafios e possibilidades

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 31 DE JULHO

A obra “Ensino Remoto/ Híbrido: desafios e possibilidades” engloba práticas e reflexões realizadas por pesquisadores e profissionais da educação quanto à ressignificação da oferta educacional em meio ao cenário de crise pandêmica com a suspensão das aulas presenciais, enquanto medida de contenção e prevenção à Covid-19. Contemplam-se pesquisas sobre metodologias, tecnologias educacionais, rearranjos curriculares, políticas públicas educacionais, legislação, cultura escolar, práticas inclusivas, educação socioemocional, ludicidade. Serão aceitos trabalhos que versem sobre a temática em qualquer área do conhecimento, experiências pedagógicas, relatos de caso, revisão bibliográficas e pesquisas documentais.

ED0033 | O LABIRINTO DA COMPLEXIDADE: UM TRIBUTO AOS 100 ANOS DE EDGAR MORIN

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 20 DE JUNHO

Edgar Morin é sem dúvida um dos pensadores vivos mais importantes do mundo. Formado em direito, história e geografia, é diretor emérito do CNRS (Centre National de Recherche Scientifique). Detém o título de Doutor Honoris causa em mais de 30 universidades ao redor do mundo. Sua contribuição teórica é ampla e vem influenciado diferentes áreas do conhecimento humano, desde as Ciências Sociais Aplicadas, como a Administração, e sobretudo aos campos da Ética, da pesquisa acadêmica e da Educação.

Poderão ser submetidos para participar da publicação da Obra, artigos teóricos, relatos de experiência e pesquisas empíricas sobre as contribuições da Obra de Edgar Morin e do pensamento complexo para as diferentes áreas em que aporta contribuições. A obra é de extrema relevância para o ano do centenário deste autor que mais que uma centena de anos tem acumulado uma vasta contribuição para os diversos campos do saber, especialmente no contexto latino americano razão pela qual, a publicação de um e-book com publicações é de suma importância para prestar-lhe a homenagem merecida, bem como fortalecer a disseminação da análise, discussão e compreensão de seu pensamento nos distintos espaços acadêmicos brasileiros e latinoamericanos.

ED0034 | Educação do Campo: Saberes e Experiências de Práticas Pedagógicas no Contexto Educacional

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE SETEMBRO

Este E-book torna-se importante espaço de pesquisa, reflexão, critica, socialização das experiências teóricas e/ou práticas pedagógicas sobre Educação do Campo nos seus diferentes níveis e espaços de atuação educacional.  É uma obra de resistência e possibilidades, o qual tem por objetivo divulgar e articular os debates e as experiências das práticas pedagógicas em educação do campo realizadas no contexto educacional.

Convidamos todas as professoras e professores do campo e da cidade. Instituições de ensino superior, grupos de pesquisas, escolas públicas, representantes dos movimentos sociais, representantes e integrantes das Escolas do Campo e todas e todos que tiverem interesse em contribuir com esse debate, construindo coletivamente esse livro

ED0035 | Juventudes nos (entre)lugares: leituras interdisciplinares contemporâneas

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE AGOSTO

A juventude enquanto categoria é marcada por fatores históricos, políticos, sociais, culturais e ideológicos. Entendida como construção social e forma de representação, a juventude se materializa em tempos e espaços distintos, sendo marcada por vivências e práticas singulares. Pertencentes a realidades cotidianas multifacetadas, por seus corpos e ações, os jovens produzem a formação de espaços a partir de diversas referências, ou seja, os (entre)lugares. Esses compreendem a existência de entremeios, dados por processos de interseção de culturas, geralmente, de relações hibridadas que interpenetram as realidades das cidades e das ruralidades.

Nesse sentido, a proposta desse livro é a de reunir textos que partam de uma análise da juventude em um contexto interdisciplinar, sobretudo no âmbito das ciências humanas. Assim, a chamada busca congregar trabalhos que partam de leituras das juventudes na dimensão das cidades, das ruralidades, do lazer, trabalho, movimentos sociais e escola. De tal modo, busca agregar pesquisas que versem sobre os jovens e as suas culturas juvenis, práticas espaciais, redes de sociabilidade, direitos humanos e cidadania, tudo isso em um contexto da contemporaneidade. Serão aceitos trabalhos escritos por especialistas, mestres(as), mestrandos(as), doutores(as) e doutorandos(as); pesquisadores(as) das diferentes regiões brasileiras que se dediquem a estudos teóricos e/ou práticos sobre juventude e/em suas múltiplas dimensões.

ED0036 | IMPACTOS DA COVID-19 NO CONTEXTO DAS CIÊNCIAS DA SAÚDE: DESAFIOS, AVANÇOS E PERSPECTIVAS FUTURAS.

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 20 DE SETEMBRO

A pandemia da COVID-19 atingiu a sociedade de maneira sem precedentes, originando um conturbado período caracterizado por sobrecarga de serviços de saúde e inúmeras crises econômicas e humanitárias a nível global.

Destacam-se, nesse cenário, as ciências da saúde e suas múltiplas subáreas, as quais foram impactadas de maneira particularmente importante. Adaptações e avanços foram necessários para atender as novas demandas e superar as dificuldades oriundas da atual situação mundial. Sob esse viés, a presente obra visa incluir estudos originais, revisões de literatura e relatos de caso/experiência que contemplem as atuais mudanças, avanços e impasses das ciências da saúde no Brasil e no mundo.

ED0037 | Inquietudes clínicas: a psicanálise e a psicologia diante às
demandas da pandemia.


ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE AGOSTO

A pandemia da covid-19 surpreendeu a humanidade com sua letalidade e propagação, forçou-nos a olhar para uma série de aspectos que sempre evitávamos e reforçou ainda mais determinadas nuances de nossas fragilidades físicas e psíquicas. Com o seu agravamento e com a difícil prospecção de um fim, permanecemos com a certeza de que nada mais será exatamente como antes e, hoje, fala-se muito em o “novo normal” para referirmo-nos ao que poderá vir a posteriori. Psicanalistas e psicólogos podem perceber, na clínica diária, diversas situações que atravessam os discursos de nossos pacientes e que estão diretamente relacionadas ao quadro que vivemos — caracterizado pela privação, pelo medo e pelo mal-estar. Esta coletânea de escritos objetiva reunir relatos, reflexões, ensaios e artigos para registrar este terrível, mas histórico, momento que vivemos; no qual praticamente todos os aspectos da vida do sujeito foram alterados e nos confrontamos, diariamente, com a experiência do desamparo e com a possibilidade da morte.

ED0038 | SOBERANIA E SEGURANÇA ALIMENTAR EM TEMPOS DE PANDEMIA DA COVID-10

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 0 DE SETEMBRO

A pandemia da Covid 19 despertou em certos segmentos populacionais um (re)pensar sobre as formas com que estamos nos relacionando com a natureza. Em relação a produção e ao consumo de alimentos, o incentivo ao desenvolvimento de práticas agroecológicas com vistas ao fortalecimento da soberania alimentar permite resgatar e potencializar os saberes e os vínculos entre a agricultura e a saúde, possibilitando assim a diminuição dos riscos e danos à saúde e a promoção de uma qualidade de vida mais saudável. Neste contexto, o objetivo deste livro é reunir e compartilhar diferentes experiências, em diversas áreas do saber, em relação as temáticas de Soberania e Segurança Alimentar em tempos de Covid 19.

ED0039 | DIÁLOGOS EM COOPERATIVISMO, ECONOMIA SOLIDÁRIA E AGRICULTURA FAMILIAR

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE SETEMBRO

O objetivo deste livro é reunir estudos, pesquisas e experiências que abordem as diferentes estratégias de geração de trabalho e renda tendo como destaque a economia solidária e o cooperativismo, principalmente em tempos de pandemia da covid-19. A intenção é contribuir para o conhecimento e reflexão acerca da cooperação e seu papel na produção do espaço agrário, bem como sobre os desafios da Economia Solidária para o viver e o produzir dos agricultores familiares.

ED0040 | RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO CONTEXTO DA PANDEMIA

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE SETEMBRO

O cenário de distanciamento físico devido à célere expansão do novo coronavírus (COVID-19) entre continentes, fez com que muitas instituições de ensino adotassem o ensino híbrido ou o ensino remoto para manter o processo de ensino aprendizagem com seus estudantes. Essa adoção revelou muitas dificuldades e desafios, e pautados na equidade os professores começaram a (re)planejar e elaborar diversas estratégias para que suas práticas pedagógicas atendessem o maior número possível de estudantes mantendo a qualidade do ensino durante a pandemia. Nesse contexto, o objetivo deste livro é reunir e compartilhar relatos de práticas pedagógicas em diferentes níveis e modalidades de ensino, que abordem experiências inovadoras de processos de ensino e aprendizagem durante o período pandêmico.

ED0042 | Ciências Humanas, linguagens, artes e teatro: múltiplas contribuições de pesquisa no fazer científico

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 15 DE AGOSTO

A obra a ser construída tem por finalidade abarcar temáticas variadas dentro dos ofícios de pesquisas em Ciências Humanas, Linguagens e Artes, contemplando múltiplas formas do fazer humano com relações interdisciplinares e multidisciplinares, almejando inúmeras abordagens que possam surgir na pesquisa das humanidades, linguagens e artes, com alianças nas áreas de: Sociologia, Filosofia, Antropologia, Geografia, Letras, Literatura (brasileira, regional e estrangeira), Educação, Linguística, Direito, Artes, Música e Teatro, que utilizem processos e instrumentos científicos, tais como: pesquisas que se voltem para a história política, ou nova história política (ação do Estado, ideologias políticas, partidos políticos, subjetividades no âmbito do político, movimentos sociais, etc), a história cultural ou nova história cultural (literatura, teatro, música, cinema e jornalismo, etc), história econômica e história social (cidade, família, biografias, instituições sociais, etc). A ficção e a relação com o real, a linguagem como expressão humana e produtora de significados. Problemáticas filosóficas, território, poder e geopolítica nacional e internacional. Debates educacionais, legislação e desafios no presente. A cultura e suas variadas manifestações. Pesquisas no âmbito do ensino de História ou das disciplinas acima citadas, temáticas indígenas, a imagem como fonte história, cultura popular, história oral, problemáticas que margeiam o Direito e sua relação com o social-cultural e político. Historiografia e problemáticas teóricas no ofício do historiador. Abrangendo por conseguinte, contextos históricos variados (Antiguidade, Idade Média, Moderna e Contemporânea), estudos internacionais e de abrangência nacional.

ED0043 | DOMÍNIOS DA LINGUAGEM: NOVAS PERSPECTIVAS EM ESTUDOS
LINGUÍSTICOS


ENVIO DE TEXTOS ATÉ 25 DE SETEMBRO

O interesse pelos estudos da linguagem remonta à Antiguidade e, desde o século XIX, quando a Linguística passa a ter reconhecimento científico, as pesquisas nessa área têm se desenvolvido e lançado mão de diferentes teorias e metodologias para conhecer o vasto universo de possibilidades que as línguas oferecem. Nesse sentido, a obra Domínios da linguagem: novas perspectivas em estudos linguísticos visa agregar trabalhos que utilizem as teorias linguísticas como aporte para seu desenvolvimento: linguística histórica, fonética, fonologia, gramática, semântica, pragmática, sociolinguística, análise do discurso, estudos do texto, estudos envolvendo linguagem e pensamento, linguística aplicada ao ensino e demais áreas em desenvolvimento dentro das pesquisas em linguística. Serão aceitas pesquisas qualitativas e/ou quantitativas, relatos de caso, experiências pedagógicas, revisão de literatura, pesquisas bibliográficas, documentais, de campo, descritivas, relatos de experiência, entre outros.

ED0046 | A AMÉRICA LATINA E AS TRANSFORMAÇÕES GLOBAIS DO CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE SETEMBRO

A proposta visa a publicação de trabalhos que tratem das transformações globais do capitalismo contemporâneo tendo como delimitação geográfica a América Latina. Pretende-se reunir trabalhos oriundos das ciências sociais, geografia, economia, relações internacionais e ciências políticas, principalmente. Poderão ser enviadas tanto discussões teóricas quanto estudos aplicados, os quais, em linhas gerais, abordem as seguintes temáticas: geopolítica; acordos econômicos; relações comerciais; política externa; investimentos diretos e indiretos; processos políticos; relações bilaterais; padrões de acumulação de capital; imperialismo e dependência.

ED0047 | Os desafios da educação em tempos de pandemia

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE SETEMBRO

O  avanço da pandemia Covid-19, a partir do ano de 2020, ocasionou significativas mudanças no processo ensino-aprendizagem e na forma de organização/realização das aulas. Dentro de um cenário de isolamento social, escolas, docentes e alunos foram inseridos em um modelo educacional virtual alicerçado em plataformas virtuais. Essa mudança de paradigma educacional ocorreu de forma abrupta e a maioria dos docentes não estavam preparados ou capacitados. Desta forma, está chamada objetiva, a partir de uma perspectiva interdisciplinar apresentar experiências que apresentem os desafios enfrentados cotidianamente por docentes, nos mais diferenciados níveis, cenários e espaços. Receberá textos que apresentem as formas de aprendizagem utilizadas a partir da realidade vivenciada; as práticas pedagógicas vinculadas ao ato de ensinar-aprender; os desafios e as possibilidades na consolidação de práticas docentes a partir da utilização de ferramentas e tecnologias educacionais.

ED0048 |IDENTIDADES INFANTIS CONTEMPORÂNEAS: TECNOLOGIAS DIGITAIS E OUTRAS FORMAS DE SER CRIANÇA E VIVER A INFÂNCIA

ENVIO DE TEXTOS ATÉ 31 DE JULHO

Essa chamada para publicação de capítulos seleciona estudos que buscam compreender as tecnologias em suas interfaces com a cultura da infância no mundo contemporâneo. A contemporaneidade apresenta cada vez mais tecnologias que geram mudanças nas formas de ler textos, de assistir filmes e de navegar na internet, assim como requer novas compreensões das culturas da infância e tecnologias digitais, nas subjetividades produzidas e das formas conectadas de conviver e agir das famílias e dos demais sujeitos frente às ações e inter-relações com as mídias digitais. Ou seja, outros modos de significar a infância são colocados em circulação a partir de uma ordem de modificações que a contemporaneidade tem colocado em operação. As crianças são influenciadas e convivem com as tecnologias, tornando-se íntimas delas, servindo de extensões do próprio corpo, de estímulo para o desenvolvimento de novas experiências. As crianças são parte deste fenômeno, portanto, percebe-se que novas infâncias estão surgindo, mediadas também pelas tecnologias, com outras características e maneiras de se relacionar. Por isso da necessidade em reunir artigos que investigam as reverberações dos artefatos culturais que fazem parte do cotidiano das crianças. No século presente, esse dinamismo que caracteriza a contemporaneidade faz com que estudos sobre a infância não se esgotem, pois tudo o que estamos vivenciando é ainda muito recente e merece estudos aprofundados e voltados a situações ainda pouco explorados

ED0054 |Habitar o mundo pandêmico: cartografias pelos territórios do gênero, da sexualidade e suas múltiplas intersecções.



ENVIO DE TEXTOS ATÉ 30 DE SETEMBRO

O acontecimento pandêmico segue produzindo seus efeitos, muitos ainda não mapeados. Trata-se de um processo de desterritorialização em nível planetário que afeta o modo como habitamos o mundo nas suas variadas dimensões. Nesse contexto de amplificada precarização da vida se inserem as temáticas aqui propostas. Os territórios do gênero e da sexualidade estão sujeitos à modos normativos de inteligibilidade e de distribuição desigual de reconhecimento, o que pode ser potencializador de vulnerabilidades. Cabe indagar, então, que espaços são habitados pelo gênero e pela sexualidade no mundo pandêmico e como se configuram? Em que medida tais espaços nos implicam e nos interpelam? Nesta chamada, serão priorizadas propostas na área das ciências humanas com perspectivas teórico-metodológicas situadas no campo do vivido: relatos de experiência, narrativas (auto)biográficas, etnografias, cartografias, dentre outras possibilidades.